Rejeição de contas tornam inelegível o prefeito de Aimorés

O prefeito de Aimorés, Alaerte da Silva, não poderá se candidatar a mais um mandato na eleição de outubro de 2016, em função das suas contas de 2007 terem sido rejeitadas pela Câmara Municipal do município.

A rejeição das contas de Alaerte, ocorreu em sessão da Câmara Municipal em 12 de novembro de 2012, através da resolução número 096/2012,  quando 2/3 dos vereadores votaram pela não aprovação.

Na época, chegou a acontecer uma ação na Justiça tentando impedir a posse do prefeito, uma vez que ele se elegera à chefia do Poder Executivo na eleição ocorrida no mês de outubro, portanto, pouco mais de 30 dias antes da rejeição das contas.

A Justiça na época entendeu, no entanto, que o prefeito poderia tomar posse uma vez que, na época da eleição, a Câmara Municipal ainda não havia votado as contas do ano de 2007.

A mesma Justiça, no entanto, deixou claro que o prefeito ficaria inelegível caso tentasse uma nova eleição para o Executivo, o que em tese poderia ocorrer este ano caso Alaerte da Silva decidisse se candidatar novamente.

Agora, com as contas de 2007 rejeitadas, o prefeito de Aimorés não poderá ser candidato novamente a prefeito, caso decida concorrer na eleição do próximo mês de outubro.

Esta questão envolvendo a possibilidade de uma nova candidatura do prefeito de Aimorés, foi levantada na própria Câmara Municipal, na sessão de 12 de abril, quando o vereador Onair Vitorino Filho esclareceu as dúvidas que existiam envolvendo a eleição municipal que acontece em outubro de 2016.

Para o vereador Onair Vitorino Filho, a rejeição das contas do prefeito referentes a 2007, torna-o automaticamente inelegível, entendimento que é da própria Justiça. “A incompetência dos assessores e do secretariado do atual chefe do Executivo o tornou ilegível. Ele vai deixar a vida pública não pela idade, mas sim por se encontrar impedido de exercê-la”, acentuou o vereador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *